Conheça e aplique 5 dinâmicas para treinamentos de BPF

Conheça e aplique 5 dinâmicas para treinamentos de bpf

 

É a capacitação contínua que torna os manipuladores de alimentos aptos a desenvolverem seu trabalho da melhor maneira possível. Mas nem só de slide e monólogos se faz um bom treinamento. Neste post, separamos algumas dinâmicas para treinamentos de bpf, afim de torná-los mais divertidos e eficientes!

Meus manipuladores são ótimos, não precisam de treinamento. Pois é aí que você se engana. Vamos começar pelo fato de que esses treinamentos são uma obrigação legal, prevista em legislação, como diz a própria RDC 216: “os manipuladores devem ser capacitados periodicamente em higiene pessoal, manipulação periódica dos alimentos e em doenças transmitidas por alimentos”.

A forma como são realizados esses treinamentos deve ser descrita em seu manual de boas práticas. De quanto em quanto tempo sua equipe tem capacitação? Como vocês supervisionam os resultados? Como avaliam quais tópicos devem ser abordados?

Dinâmicas para fazer na empresa

Além disso, conhecimento é sempre bem vindo. Às vezes, na correria do dia a dia, aquilo que aprendemos como o “certo” se camufla em meio a truques e atalhos em busca de praticidade. Você não está treinando seus manipuladores em boas práticas por você e pelo seu estabelecimento, mas, sim, por eles. Para que esse conhecimento se perpetue e que eles possam levar estes aprendizados pela vida.

Mas vai ficar muito repetitivo dar treinamento sobre as mesmas coisas. Por isso, neste post vamos apresentar formas de diferenciar os treinamentos, oras. Sem falar que cada vez que você relê um livro, reassite uma palestra ou revisita um lugar, suas conclusões e percepções mudam. O mesmo vale para capacitação profissional. A cada treinamento de bpf, um novo conceito, dica ou aprendizado surge.

 

Olha só algumas ideias diferentes que você pode aplicar nos seus treinamentos de boas práticas de fabricação:

 

5 dinâmicas para treinamentos de bpf

 

  1. Tinta e lavagem de mãos

 

A ideia aqui é mostrar como, no dia a dia, lavamos as mãos sem se preocupar com todos os locais. Limpamos apenas algumas partes e deixamos outras desprotegidas.

Você vai precisar de dois voluntários. Coloque neles duas vendas e dois aventais. Peça para que restante dos participantes não conte nada do que está acontecendo. A surpresa no final é muito engraçada!

Dinâmica em BPF

É preciso que haja uma pia por perto, já o tópico principal é a higienização das mãos. Posicione os dois voluntários em frente à pia e diga que dará um sabonete especial para cada. Esse sabonete, porém, é tinta guache.

Fale para que ambos lavem as mãos, normalmente, como fariam em casa, somente sem enxaguar no final. Conforme os voluntários vão lavando, eles vão manchado de tinta a parte onde, supostamente, estão passando sabonete.

Ao fim da dinâmica, você notará que a maioria não lava o braço, os punhos, as unhas e o polegar. Quando os dois tirarem a venda, serão muitas risadas e a oportunidade perfeita de demonstrar visualmente a importância de se dedicar a lavagem de mãos, para que nenhuma área fique comprometida.

 

  1. Espirros e glitter

 

Essa é uma dinâmica interessante para mostrar que as conversas, gargalhadas, espirros e tosses sobre o alimento contaminam mais do que se imagina. A nutricionista ou a técnica terão que encenar desta vez.

Diga que chegou a hora de agradecer pela participação de todos com um chocolate, mas que só tinha uma barra e que teremos que dividi-la pelo número de participantes. Ou, então, fale que demonstrará como é a manipulação correta do chocolate. Coloque luvas descartáveis nas mãos e, sem que ninguém perceba, um pouco de cola com glitter.

Em seguida, comece a tossir ou espirrar, protegendo a boca com as mãos de luva. Manipule o chocolate em cima da tábua, com a faca, espalhando todo o glitter das mãos nos utensílios e alimento. Depois de cortado, pergunte quem irá aceitar o chocolate. A resposta, com certeza, será negativa, afinal, estará cheio de glitter.

Com isso, você mostra que, mesmo que não pareça, as bactérias passam da boca para as mãos e, depois, para o alimento. Ah, uma dica: evite usar pedaços grandes de alimentos para não haver desperdícios! Você também pode fazer com frutas, como maçã e pêra.

 

  1. Músicas acapella

 

Se você tiver um pouquinho mais de criatividade, pode elaborar uma música sobre o tema do treinamento. É bacana dividir o grupo em dois e separar as partes da música, ou seja, um canta a primeira parte e o outro a segunda ou, então, um é a voz principal e o outro é o vocal de apoio.

No começo, é comum que as pessoas fiquem tímidas, mas, depois de uns minutos, todo mundo se solta e, é provável, que saiam boas coreografias e risadas desse momento. Lembre-se apenas de imprimir a letra e distribuir para todos.

 

  1. Jogo dos sete erros

 

Agora, se você tem o dom do desenho, ou conhece que tenha, essa é uma dinâmica bem interessante. Vamos usar de exemplo a higienização de FLV.

Desenhe na lousa a sequência, faltando um dos passos (como a primeira lavagem em água corrente) e um erro em cada um dos que estão desenhados. Coloque a pessoa sem touca e com brincos, um produto de higienização clandestino, deixe os tomates boiando, sem afundar totalmente, mostre que passou apenas 2 minutos no relógio e por aí vai.

Avise a turma que eles precisam achar os erros em 5 minutos. Eles estarão exercitando o olhar crítico e tentando relembrar ou, então, entender quais são os possíveis erros daqueles desenhos. Ao higienizar a salada do dia, com certeza, lembrarão da brincadeira.

 

  1. Vídeos e notícias

 

Nada melhor que usar o visual para fixar um conteúdo, não? Por isso, use e abuse dos vídeos que ressaltam a importância dos EPIs ou da boa manipulação.

Uma dica é usar notícias de surtos alimentares divulgados em grandes portais, como Uol e G1. Porque aí não é apenas a nutricionista falando, mas, sim, um problema de saúde pública que, realmente, afeta a vida das pessoas do lado de fora do restaurante.

Existem também vários vídeos animados ou propagandas falando sobre acidentes no trabalho e boas práticas de fabricação. Vale a pena vasculhar a internet e usar os melhores, claro, dando os devidos créditos.

 

Você já usou alguma dessas dinâmicas de treinamento de bpf? Conhece outras? Compartilha com a gente nos comentários e não esquece de nos seguir no facebook e no instagram para mais dicas como essa!

 

O post Conheça e aplique 5 dinâmicas para treinamentos de BPF apareceu primeiro em Empresa de Nutrição – Assessoria e Consultoria Nutricional.

source https://www.nutrimixassessoria.com.br/conheca-e-aplique-5-dinamicas-para-treinamentos-de-bpf/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

Create your website with WordPress.com
Get started
%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close